Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

O Livro do Tempo

O que se sabe hoje, é infinitamente menos do que na realidade existe!

O que se sabe hoje, é infinitamente menos do que na realidade existe!

O regresso dos deuses

28610-bigthumbnail.jpg

O regresso dos deuses!

 

Num quase infinito plano de tempo, quando Deus criou tudo isto, seria suposto que as suas sábias palavras fossem compreendidas pela criação. Todos, sem excepção, somos criados à sua imagem e semelhança, tem o vínculo sagrado e nem qualquer tentativa religiosa de se apoderar do termo, da definição, será válida.

Com certeza que vivemos tempos conturbados, tempos que, inclusivamente, estão talhados para uma próxima extinção em massa, que será mais avassaladora do que as anteriores e só faltará saber se depois dessa ainda restará alguma coisa, porque isto é como a batida de um carro, de tantas vezes que vai à oficina para tentar consertar, há-de chegar o dia, ou pressupostamente chegará o dia, que não tem mais conserto.

A nova era da revolução industrial, tecnologicamente apetrechada, virou para uma face de capital altamente intensivo, que compra tudo, literalmente tudo, inclusivamente cargos divinos, posições celestiais.

Veja-se que a tecnologia actual e a que está para chegar são de uma grande ajuda e pode ser apetrecho para efeitos visuais cativantemente sedutores, mágicos de uma luminosidade arrasadora, que desfeita qualquer dúvida.

Atente-se aos fazedores de futuros, aos que clamam e reclamam a sua posição divina. Estes sabem que o futuro não existe, os outros não sabem que isso é uma coisa do passado.

Clamar ser-se divino é a coisa que mais está a dar neste momento. Temos negócios que são mais poderosos do que os países, do que as instituições dos países, portanto, não é nada dificil comprar estes cargos, uma vez que a função é arbitrariamente reclamada.

Continuo a pensar que, apesar da existência desta Humanidade estar em alguns milhões de anos, continuo a pensar que a evolução é diminuta e continuamos a dar mostras de que a evolução não vai por direcções melhores, ao inverso, rejeitamos evoluir.

Os deuses prosperam desde a existência. Basta chover um pouco menos, ou mostrar um novo modelo de automóvel capaz de voar, que logo temos os deuses que se mostram e clamam para serem seguidos, pois no seu seguir é que está a salvação.

Pobre próxima extinção em massa que vai deixar um legado ainda em posição de primitivo.

Mais sobre mim

foto do autor

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2017
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D